spot_img

Novos tratamentos ortodônticos são seguros na pandemia

 

Medo de contaminação fez com que vários pacientes interrompessem abruptamente o uso dos aparelhos, causando riscos. Solução rápida e eficaz devolve a possibilidade de tratamento com diminuição do contato

Nestes tempos de pandemia e isolamento social, não é difícil encontrar pacientes que desistiram ou mesmo abandonaram seus tratamentos ortodônticos por medo e insegurança.

De acordo com a ortodontista Aline Negrão, os pacientes de uma forma geral estão mais receosos, evitando exposição. Entretanto, a ortodontista reforça a importância de manter os tratamentos em dia para não perdem a evolução do processo. “Principalmente os pacientes que utilizam aparelhos nos dentes, que precisam de manutenção mensal, se interrompidos abruptamente, os resultados obtidos são perdidos e os problemas que o levaram a procurar ajuda podem voltar como dores e bruxismo”.

Para a garantia da segurança dos pacientes e dos profissionais, existe um protocolo de segurança para atendimentos odontológicos em geral. Os processos foram revistos e adaptados para gerar o menor risco possível, além do uso de aventais especiais, pijamas cirúrgicos, touca, máscara N95, luvas descartáveis e o espaçamento de 15 minutos entre um paciente e outro para higienização do ambiente.

Para quem ainda não iniciou seu tratamento ortodôntico por insegurança, já existem no mercado modelos de aparelhos que não necessitam das conhecidas visitas mensais para ajuste e manutenção. Segundo Aline Negrão os chamados alinhadores foram os modelos mais escolhidos pelos pacientes que sofrem com problemas de má oclusão. “É um problema sério que deve ser abordado de forma eficiente, pois pode trazer sintomas muito desconfortáveis aos pacientes como bruxismo e as dores de cabeça decorrentes de apertamento dentário, que notamos um aumento significativo de casos durante a pandemia”, ressalta a ortodontista.

Os alinhadores ortodônticos são placas transparentes removíveis, que realizam a movimentação gradual dos dentes e são trocados periodicamente para continuarem ajustando a arcada dentária. “Discretos e higiênicos, são a melhor alternativa para quem necessita melhorar o alinhamento dos dentes, mas não pode utilizar os aparelhos comuns por algum motivo específico ou por receio da pandemia”, explica.

O tratamento é indicado para todos os tipos de má oclusões e para todas as idades, desde crianças a partir dos cinco anos, com problemas ortopédicos ocasionados pelo crescimento facial até pacientes com mais de 60 anos.

Outra vantagem do uso dos alinhadores ortodônticos é o fim das visitas presenciais mensais, pois elas podem ser online. “No início do tratamento, realizamos um plano de tratamento com datas pré-determinadas para o avanço de cada fase do processo e possível troca das placas. Assim, avaliamos virtualmente o andamento do tratamento, via fotos e vídeos chamadas sem a necessidade de visitas presenciais”, reforça Aline Negrão.

“As visitas presenciais nos alinhadores, somente são necessárias nos casos de uma intervenção clínica, como um desgaste interproximal para melhor movimentação do elemento dentário. Caso contrário, o acompanhamento pode ser todo virtual”, finaliza.

 

 

Clique na imagem para escolher um dos planos e venha falar conosco.    

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,860InscritosInscrever

Últimas postagens