spot_img

Polícia Federal chega a Arcoverde para coibir abusos eleitorais

Agentes da Polícia Federal chegaram hoje a Arcoverde, no Sertão do Estado, para reforçar a segurança e o combate aos crimes eleitorais, como compra de votos, até o próximo domingo, quando os mais de 46 mil eleitores arcoverdenses vão às urnas. A equipe da PF já chegou pondo fim a uma manifestação da campanha de um candidato a vereador da coligação de Wellington da LW na praça da Bandeira.

Munidos de drones, a Polícia Federal vai estar monitorando as denúncias de compras de votos e a segurança do pleito em si, no domingo. Os equipamentos já estão aqui e serão utilizados de forma permanente.

A vinda da PF para Arcoverde faz parte de um pedido apresentado à Justiça Eleitoral por um grupo de dez advogados e advogadas, em nome da coligação Muda Arcoverde. Para isso, o grupo se baseou nos autos do Pedido de Providências n.º 0600509-24.2020.6.17.0057, em trâmite na 57ª Zona Eleitoral. Por ele, são relatados exemplos de compra de votos, a exemplo da entrega de marmitas no Residencial Maria de Fátima pela diretora da Policlínica, Rita Lima; até mesmo da entrega de carrinho de mão pela servidora da saúde, Ivanilda de Lima, conhecida por Suzy da Saúde; além das reuniões realizadas pela prefeita, secretários e o candidato Wellington da LW no Buffet Arte de Fazer, com promessas em troca de apoio político eleitoral.

Diante dos fatos, os advogados pediram o acionamento da Polícia Federal para atuação nas eleições municipais de 2020 até o encerramento da votação com a apuração dos votos e a intensificação das atividades da Polícia Militar nos bairros da cidade de zona rural.

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,920InscritosInscrever

Últimas postagens