spot_img

Suape começa a reflorestar mais 61 hectares da Mata Atlântica

Atividade faz parte das ações em comemoração à Semana do Meio Ambiente

Em 4 de junho de 2021 – Na véspera do Dia Internacional do Meio Ambiente, comemorado neste sábado (5), a empresa Suape deu início a mais uma importante etapa do plano de reflorestamento da Zona de Preservação Ecológica (ZPEC), beneficiando uma área de 61 hectares, equivalente a 61 campos de futebol. Nessa etapa, está previsto o plantio de 71 mil mudas nativas da Mata Atlântica. Na mesma ocasião, foi anunciada a conclusão, ao longo desse mês, da restauração de outros 200 hectares da ZPEC, onde foram plantadas mais de 300 mil mudas.

A área beneficiada, cujo plantio começou nesta sexta-feira (4), está localizada no Engenho Algodoais, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. As mudas utilizadas nos projetos de restauração são cultivadas no Viveiro Florestal de Suape, que tem estrutura e capacidade para produzir cerca de 450 mil mudas por ano de 78 espécies nativas do bioma. Após a finalização do plantio, iniciam-se as atividades de manutenção para garantir o desenvolvimento das mudas até atingirem o status de floresta. Só então são consideradas ecologicamente recuperadas.

Desde 2010, Suape realiza projetos de restauração florestal na ZPEC, somando mil hectares de áreas em processo de recuperação da Mata Atlântica. No bioma, incluem-se mangue, restinga e floresta ombrófila densa. A partir de 2011, a empresa tornou-se signatária do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica (PRMA). A meta do PRMA é restaurar 15 milhões de hectares até 2050 em todo o País. Após 10 anos como signatária do pacto, Suape chega à marca de 2 milhões de mudas nativas plantadas na Zona de Preservação Ecológica.

“As mudanças climáticas exigem medidas de enfrentamento que, de fato, colaborem com a redução dos danos ao meio ambiente. As políticas de reflorestamento são ações importantes nesse combate e essa nova etapa representa mais um passo do que Suape entende como essencial e não apenas como uma boa prática de gestão. E Suape integrar o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica só chancela isso”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Julio.

Considerado um dos principais polos de investimentos do País e localizado na Região Metropolitana do Recife, com uma área de 13,5 mil hectares, Suape destina 59% de todo seu território para prática de atividades de preservação, proteção e controle dos recursos naturais da ZPEC. A definição foi determinada pelo Plano Diretor em vigor desde 2011, reafirmando o compromisso da empresa com uma agenda verde e sustentável, aliando o desenvolvimento econômico com a proteção do meio ambiente.

“Suape tem investido cada vez mais recursos para ampliar suas ações ambientais e sociais e, dessa forma, também contribuir com a metas estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Organizações das Nações Unidas”, completa Carlos André Cavalcanti, diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da estatal portuária.

 

 

Clique na imagem para escolher um dos planos e venha falar conosco.  

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,860InscritosInscrever

Últimas postagens