spot_img

BASF colabora para pesquisa da Universidade Federal do Tocantins para produção de biodiesel a partir de óleo residual

Um grupo de professores do curso de graduação em Química Ambiental e do Programa de Pós-graduação em Química (PPGQ) montou uma miniusina no Laboratório de Química Analítica da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Campus Gurupi, para produzir biodiesel a partir de óleo e gordura residual (OGR).

A matéria-prima para o projeto de pesquisa e extensão é coletada em feiras livres, restaurantes e lanchonetes da cidade de 88 mil habitantes, localizada no sul do Estado. O grupo entrou em contato com a BASF para solicitar uma parceria com a contribuição de metilato de sódio, catalisador usado para melhorar a produção e a qualidade do biodiesel.

Professores da universidade montaram uma miniusina no laboratório para orientação dos estudantes do curso de Química Ambiental

Projeto inclui coleta de óleo e gordura residual em restaurantes e estabelecimentos da cidade, favorecendo a economia circular

 Um grupo de professores do curso de graduação em Química Ambiental e do Programa de Pós-graduação em Química (PPGQ) montou uma miniusina no Laboratório de Química Analítica da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Campus Gurupi, para produzir biodiesel a partir de óleo e gordura residual (OGR).

A matéria-prima para o projeto de pesquisa e extensão é coletada em feiras livres, restaurantes e lanchonetes da cidade de 88 mil habitantes, localizada no sul do Estado. O grupo entrou em contato com a BASF para solicitar uma parceria com a contribuição de metilato de sódio, catalisador usado para melhorar a produção e a qualidade do biodiesel.

O equipamento montado no laboratório da UFT contou com recurso financeiro proveniente da Pró Reitoria de Extensão (PROEX) UFT incluindo um tanque com capacidade de 60 litros que recebe o OGR , um tanque de 40 litros com a finalidade de armazenar os reagentes utilizados no processo, com controle de temperatura e bombeamento automático.

A produção é realizada em uma escala piloto, utilizando um reator com capacidade de produzir entre 45 a 50 litros de biodiesel por batelada, utilizando apenas óleo residual reciclado. O óleo é tratado, filtrado e neutralizado e passa pela reação química, que inclui metanol e metilato, para produzir o biodiesel.

“É muito importante para nós poder colaborar com a pesquisa e o trabalho incrível desses professores em prol da ciência por um futuro mais sustentável. É um projeto que inclui proteção ao meio ambiente com a produção de um combustível menos poluente, além de evitar o descarte de óleo e promover a economia circular”, avalia Alejandro Bossio, gerente sênior de Metilato de Sódio para a América do Sul. “Para a BASF, a sustentabilidade é um dos pilares estratégicos e um compromisso constante que permeia todo o nosso trabalho, desde os nossos laboratórios de P&D até o contato com nossos clientes na proposta de soluções”, afirma.

No ano passado, a BASF ampliou em 30% a capacidade de produção de sua fábrica de Metilato de Sódio em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, superando 80mil toneladas/ano, para oferecer melhor suporte e garantir o fornecimento aos produtores de biodiesel brasileiros.

“Foi uma grande satisfação poder contar com a colaboração e parceria da doação do metilato de sódio para darmos continuidade ao projeto de pesquisa/extensão que estamos desenvolvendo”, afirma a professora doutora em Química, Carla Jovania Gomes Colares. “Futuramente, poderemos oferecer parcerias por meio de assessoria técnica a pequenos e médios fabricantes de biodiesel, por exemplo, para que tenham maior produtividade e melhor qualidade do combustível produzido”, considera.

Segundo a professora, a essência e objetivo principal da iniciativa da produção do biodiesel a partir do OGR é abrir possibilidades de projetos educacionais realizados em escolas na região, como oficinas, palestras, participação em feira de ciências e parcerias com o comércio local, levando ao conhecimento da comunidade, os projetos de extensão realizados na UFT.

Assim, se apresentam formas de reaproveitar o óleo, demonstrando que é possível desenvolver um trabalho educativo ambiental de forma significativa, buscando uma aprendizagem completa e de formação educacional e social. O projeto também pretende levar para as escolas parceiras do município, quando houver o retorno das aulas presenciais, a simulação da produção de biodiesel com um mini kit de porte reduzido.

Sobre a BASF

Na BASF, criamos química para um futuro sustentável. Combinamos sucesso econômico com proteção ambiental e responsabilidade social. Mais de 110.000 funcionários do Grupo BASF contribuem para o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e em quase todos os países do mundo. Nosso portfólio está organizado em seis segmentos: Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição e Cuidados e Soluções Agrícolas. A BASF gerou vendas de € 59 bilhões em 2020. As ações da BASF estão listadas na Bolsa de Valores de Frankfurt (BAS) e como American Depositary Receipts (BASFY) nos Estados Unidos. Mais informações em www.basf.com.

 

Clique na imagem para escolher um dos planos e venha falar conosco.  

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,870InscritosInscrever

Últimas postagens