Vereadora Célia quer reduzir mensalidades e conceder bolsas de estudos para alunos carentes na Aesa

Os trabalhos legislativos da noite desta 15/08/2016, foram marcados pela indignação da vereadora Célia com a possibilidade real do fechamento da AESA. A Autarquia que agrega os cursos de História, Geografia, Matemática, Letras e Biologia passa pela sua pior crise, desde sua fundação há exatos 45 anos. O caos na AESA é fruto de proliferação de cursos à distância que abriram nas várias cidades da região, da carência dos estudantes que não suportam o valor das mensalidades e dos erros administrativos acumulados em várias gestões.

“Só temos duas saídas para a AESA. Ou fecha a instituição que já tem 45 anos formando professores ou abre suas portas para que a povo de Arcoverde tenha acesso ao Ensino Superior gratuito.  É preciso continuar lutando para manter a faculdade funcionando e garantir a redução dos custos das mensalidades e disponibilizar bolsas de estudos para aqueles que verdadeiramente não podem pagar” – disparou a vereadora.

“É muito triste vermos uma instituição com professores de altíssimo nível sem ter a quem ensinar. Não por conta da concorrência, mas pela dificuldade do povo pobre de Arcoverde de não conseguir manter as mensalidades. A oferta de outros cursos na região, migrou parte do público com um maior poder aquisitivo para outras faculdades em outros polos e os cursos de licenciatura ficaram esvaziados. A longo prazo não  teremos nem  professores para ocupar vagas na educação. É uma bandeira que sempre defendi e que espero que os colegas vereadores abracem essa luta que iniciei”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação contra spams * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.