Programa de Eficiência Energética (PEE) começa a ser implantado nos prédios públicos estaduais

Diante da crise econômica que o país vem enfrentando, o Governo de Pernambuco vem adotando medidas de contingenciamento para garantir a redução de gastos públicos e, consequentemente promover investimentos em políticas públicas. Nesta diretriz, a Secretaria de Administração (SAD), por meio do Núcleo Técnico de Água e Energia (NUTAE) da Gerência de Arquitetura e Engenharia (GEARE), em parceria com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), vem desenvolvendo o Programa de Eficiência Energética (PEE), por meio da Lei 9.991/2000, com objetivo de promover o uso eficiente da energia elétrica nos prédios públicos do Estado por meio de projetos que sejam viáveis economicamente para o Governo.

Dentro deste programa energético estão previstas: a instalação de sistemas de placas fotovoltáicas (geração de energia elétrica através da luz solar), troca de lâmpadas fluorescente por lâmpadas LED, além da substituição dos condicionadores de ar atuais por aparelhos mais econômicos e eficientes nas edificações do Poder Executivo. Quatro escolas estaduais já foram contempladas por meio desta parceria:  Escola Assis Chateaubriand, Escola Alzira da Fonseca Brewel, Escola Gabriela Mistral e Escola São José, todas localizadas na Região Metropolitana do Recife.

 Em um prazo de 30 dias, o Hospital Barão de Lucena, no Recife, também receberá novos condicionadores de ar e lâmpadas LED dentro de suas dependências. Além destas quatro escolas e do Barão de Lucena, outros oito prédios públicos serão beneficiados ainda este ano de 2017 com o PEE.  Nesta etapa, haverá um investimento em torno de R$ 6 milhões da própria concessionária Celpe, sem nenhuma contrapartida da SAD. Isto porque a Companhia fornece todos os equipamentos de instalação e ainda contrata duas empresas prestadoras para executarem os serviços.

Para o ano que vem estão previstas as instalações de sistemas eficientes de energia elétrica em outros nove prédios da administração pública estadual, com montante de R$ 3,5 milhões. Em 2018 os beneficiados serão os seguintes: Hospital Getúlio Vargas, Hospital Otávio de Freitas, Cisam; Hospital da PMPE, Expresso Cidadão do Cordeiro, Quartel da PMPE, no Derby, Comando Geral do CBMPE, Sefaz e Condepe/Fidem.

O Secretário de Administração, Milton Coelho, destaca que o consumo eficiente e sustentável de energia elétrica deverá ser estendido para todos os prédios públicos estaduais. “Além de estar promovendo o uso sustentável de energia elétrica, este programa (PEE) traz uma economicidade para a gestão pública estadual possibilitando o uso desses recursos em outras áreas. Além disso, estimula o servidor a utilizar de forma consciente esta fonte de energia, tanto no trabalho quanto na sua própria residência”, aponta o Secretário.

De acordo com o Secretário Executivo de Administração, José Augusto Bichara Filho, esta parceria com a Celpe irá proporcionar uma redução de despesas para o Governo. “Iniciamos a redução de custos com energia, a partir do Plano de Contingenciamento de Gastos (PCG). Com o PEE, estamos conseguindo reduzir ainda mais o consumo de energia dentro dos prédios públicos, com custo zero para o Estado”, destaca Bichara.

A Chefe do Núcleo Técnico de Água e Energia do Estado, Michelle Ferro, destaca a importância desta parceria entre a SAD e a Celpe. “Esta cooperação técnica otimizou o levantamento dos projetos de eficiência energética nos prédios governamentais e também a instalação de equipamentos de consumo de energia eficiente. Além disso, a SAD vem acompanhando todas as etapas do programa, facilitando o trabalho da Celpe dentro das edificações públicas”, explica Michelle.

Existe um outro projeto em andamento envolvendo a SAD, a Secretaria Estadual de Educação e a Celpe, que prevê a implantação do PEE em outras escolas públicas da Região Metropolitana de Recife. Os detalhes deste novo projeto serão divulgados posteriormente pela SAD.

A gestora Andresa Batista da Escola Assis Chateaubriand, no Pina, Recife, disse que após a implantação do sistema fotovoltáico na escola os alunos passaram a desenvolver atividades alusivas ao tema.“Eles fazem cálculos e porcentagens baseados neste programa de redução do consumo de energia da escola. É interessante porque discutimos também a questão da sustentabilidade. Em uma das aulas de Biologia, por exemplo, os estudantes aprenderam como funciona uma usina fotovoltáica. Eles ficaram muito empolgados”, relatou a educadora.

QUER RECEBER MATÉRIAS DO NOSSO BLOG – Manda um zap para nossa redação com a palavra Notícia (87.99946.0041)
QUER ANUNCIAR NO BLOG MAIS ACESSADO DO SERTÃO DE PERNAMBUCO – Ligue agora mesmo para nossa área comercial: 87.99946.0041 / 0042.
VOCÊ REPÓRTER – Envie sugestões de pauta para nosso blog 87.99946.0041 / 0042 ou tribunadaregiao@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verificação contra spams * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.