spot_img

Debate sobre “Territórios sustentáveis e mosaicos de UCs” aponta os desafios e as perspectivas do modelo de gestão integrada

Os desafios e as perspectivas do modelo de gestão integrada e participativa de Unidades de Conservação foram apresentados, na manhã desta quarta-feira (23), durante o terceiro encontro virtual do programa de UC Pernambuco.  Neste encontro, o tema discutido foi “Territórios sustentáveis e mosaicos de UCs”.  Realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o webinário teve o objetivo de discutir sobre a constituição e gestão de territórios sustentáveis e áreas pro­tegidas.

A videoconferência, transmitida pelas redes sociais da Semas, foi coordenada pelo diretor presidente da CPRH, Djalma Paes. O encontro contou com a participação do presidente do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, Clayton Lino; da diretora do Departamento do Verde e do Desenvolvimento Sustentável da Secretaria Municipal do Verde de Campinas/SP, Ângela Guirao; e do coordenador de projetos da Ong Fundação Pró-Natureza (Funatura), Fernando Lima.

Djalma Paes iniciou o diálogo online agradecendo a participação dos convidados e ressaltando a importância dos seminários e da troca de experiências. “É útil para nós que estamos nesse debate que estamos travando em Pernambuco, é um desafio grade conseguirmos fazer o plano de manejo e revisão de plano de manejo em 47 unidades de conservação. Pernambuco tem hoje 84 unidades um quantitativo grande e para nós é um desafio para tanto estamos fazendo esse seminário, estamos ouvindo as pessoas para que possamos fazer o melhor, ouvindo as sugestões das pessoas que tem a compreensão e trabalham na área”.

Os participantes ressaltaram a iniciativa do Governo de Pernambuco em criar, fortalecer e planejar a conservação do território, além de pensar nas unidades de conservação como parte desse território envolvendo não só técnica e ciência, mas também envolvendo questões sociais e econômicas e ouvindo todo mundo.

Clayton Lino iniciou sua apresentação falando dos territórios de mosaico da Mata Atlântica, da origem e conceito de mosaico, das áreas protegidas e visão estratégica, programas de mosaico e corredores ecológicos, entre outros. A diretora do Departamento do Verde do município de Campinas, Ângela Girao, falou dos programas e projetos do Plano Verde que vem sendo desenvolvidos no município, do processo ecossistêmico e dos corredores ecológicos, etc.

Por sua vez, Fernando Lima trouxe a experiência do Mosaico Sertão Veredas – Peruaçu, que fica localizado na margem esquerda do Rio São Francisco, entre as regiões norte e noroeste de Minas Gerais e parte do sudoeste da Bahia.

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,860InscritosInscrever

Últimas postagens