spot_img

Mais de 40 animais silvestres retornam para natureza

Quarenta e seis animais silvestres voltaram para a natureza, nesta terça-feira (15). A soltura foi realizada pela Agência de Meio Ambiente – CPRH na Estação Ecológica de Caetés, unidade de conservação localizada na Região Metropolitana do Recife.

Fruto de apreensões realizadas no Estado e entregas voluntárias, os animais estavam sob os cuidados do Centro de Triagem de Animais Silvestres – Cetas Tangara, onde receberam cuidados especiais para poder retornar com saúde e habilidades necessárias à sobrevivência em vida livre.

Foram soltas 17 espécies de animais, entre mamíferos, aves e répteis. Ganharam a liberdade pássaros como o pintor-verdadeiro, guriatã, canário-da-terra, além de preguiça, jiboia, iguana, gavião, tatu e timbus. “A soltura foi emocionante e é fruto de um trabalho essencial para a preservação das populações silvestres. Afinal, os animais contribuem com a dispersão de sementes, a polinização e o equilíbrio do ecossistema. Devolvê-los à floresta é essencial para manter a mata viva”, comentou o secretário de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertotti, que acompanhou a operação.

Também presente na atividade, o presidente da Agência de Meio Ambiente do Estado – CPRH, Djalma Paes, destacou o trabalho desenvolvido pelo Cetas Tangara para restituir os bichos aos seus hábitats naturais, uma vez que eles foram retirados irregularmente. “A maioria desses animais são vítimas do tráfico ilegal ou foram encontrados feridos. No Cetas, eles receberam todo o tratamento necessário e passaram por processo de reabilitação para serem postos em liberdade e assim cumprir o seu papel ecológico”, frisou.

Visita – Ainda na terça, o secretário José Bertotti e Djalma Paes visitaram as instalações da Estação Ecológica de Caetés, Unidade de Conservação (UC) administrada pela CPRH. Localizado no município do Paulista, o equipamento passa por uma reforma estrutural na sede, recebendo investimento de mais de R$ 2 milhões, com verbas da compensação ambiental. O trabalho contempla melhorias nos setores de Fiscalização, Administração, Apoio a Pesquisas, Salão de Eventos, além da construção do Núcleo de Educação Ambiental.

“É motivo de muita alegria para nós, vermos os prédios sendo reformados e os novos espaços construídos. A Esec Caetés é a primeira UC do Estado e a área construída precisa passar por essa reforma, pois é um prédio antigo”, comentou Bertotti. Já Djalma Paes enfatizou a importância da reserva. “É uma unidade de conservação que recebe muitos pesquisadores interessados em estudar a fauna e a flora da área. Neste momento, existem cinco pesquisas sendo realizadas aqui. Por que a Esec é fonte de pesquisa? Porque é uma área preservada, onde a natureza se potencializa. Com a reforma, a Estação Ecológica oferecerá melhores condições aos pesquisadores”, explicou.

Além do secretário e do diretor-presidente da CPRH, participaram da visita técnica a diretora de Recursos Florestais e Biodiversidade da CPRH, Janaína Teixeira e profissionais da Agência que atuam na área de unidades de conservação, gestão da fauna silvestre e educação ambiental.

 

 Clique na imagem para escolher um dos planos e venha falar conosco.    

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,920InscritosInscrever

Últimas postagens