spot_img

Campanha estadual sobre as violências contra o idoso atua no Terminal Integrado da Joana Bezerra

A população idosa que passou pelo Terminal Integrado da Joana Bezerra, área central da cidade, na última terça-feira (15), foi alertada sobre os tipos de violência ocorridas contra o grupo e sensibilizadas sobre a importância da denúncia. No local, técnicos da Coordenadoria Estadual da Pessoa Idosa, da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), entregaram exemplares do Estatuto da Pessoa Idosa e fixaram cartazes que anunciavam os canais de denúncia.
O aposentado Izaias da Silva Santos, 69 anos, recebeu o exemplar e garantiu que vai ler com atenção. “Eu nunca tinha recebido antes e, agora que tenho, com certeza vou ler e conhecer mais sobre meus direitos”, afirmou destacando a importância de todas as pessoas buscarem informação sobre o assunto. “A gente vê muitos casos de  idosos que são desprezados, maltratados e ainda roubados. Eles geralmente não denunciam por medo e é importante que as autoridades façam algo sobre isso mesmo, alertar todo mundo, tanto o idoso quanto as pessoas que queiram ajudar, sobre o que fazer nesses casos”, disse.
A secretária estadual de Segmentos Sociais, Marília Bezerra, explica que a campanha tem como objetivo principal munir a população de informações que permitam a identificação dos casos e a denúncia. “A cada ano o Estado desenvolve ações de prevenção e conscientização. Queremos estimular que toda a sociedade se una em uma rede de apoio e de proteção ao idoso, e conscientizar a todos de que não se silencie ao identificar os casos de violência”, pontua a gestora. A iniciativa também contou a atuação da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e o Grande Recife Consórcio de Transportes, que vai veicular as peças em toda rede de ônibus, além do transporte intermunicipal em todo território estadual.
*Canais de Denúncia -* Em casos de identificação de violências contra a população idosa, estão disponíveis para receber os relatos o Disque 100, a Ouvidoria SDSCJ 0800 081 4421, a CIAPPI (81) 3182-7649, Delegacia da Pessoa Idosa (81) 3184-3773 ou 3772 ou o Conselho Estadual (81) 3183-3285 ou 3286.
*Capacitação -* Para marcar o início da semana que marca o Dia Mundial de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, por meio da Coordenadoria de Defesa e Promoção dos Direitos da Pessoa Idosa, realizou o “Webnário: A importância do enfrentamento a violência contra a pessoa idosa”. O encontro on-line ocorreu na última segunda-feira (14) via YouTube e contou com a participação da delegada da Pessoa Idosa, Lídia Barci, e da psicóloga Rita de Kássia Nóbrega.
A primeira abordou a violência contra a pessoa idosa no contexto da pandemia. “Nesse período o número de denúncias aumentou 80%. Em sua maioria, as violências mais abordadas em nossas investigações foram a de negligência, violência psicológica e abuso financeiro”, citou a delegada, que também alertou para um crime que tem crescido, o de estelionato sentimental.
Já a psicóloga ministrou palestra virtual com o tema As dores da alma: os efeitos psicológicos na pandemia. “É importante reforçar que a Organização Mundial de Saúde define violência contra o idoso como um ato de acometimento ou omissão, que pode ser tanto intencional como involuntário. O abuso pode ser de natureza física ou psicológica ou pode envolver maus tratos de ordem financeira ou material”, enfatizou Rita.
spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,870InscritosInscrever

Últimas postagens