spot_img

Empresa pernambucana ganha selo por utilizar 100% de energia solar no seu processo de industrialização

Localizada em Amaraji, na Mata Sul, a empresa Água Saloá foi reconhecida nacionalmente como a primeira a receber o Selo Solar por utilizar em seu processo de industrialização energia totalmente renovável. A iniciativa foi concedida pelo Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas da América Latina (Ideal), que tem apoio da Ong WWF-Brasil. Com o processo, a empresa contabiliza que, por ano, o equivalente a 11 toneladas de gás carbônico deixarão de ser jogados na atmosfera.

O processo de implantação de energia solar na empresa, que existe desde 1997, começou no último mês de dezembro. Em aproximadamente dois meses, já em fevereiro, foi possível criar um mecanismo de compensação para utilização da energia própria por parte da empresa. O consumo mensal da empresa, antes do sistema solar, era em torno de R$ 2.500,00. Por mês, aproximadamente 40 mil garrafões de água mineral são envasados na empresa pernambucana.

Responsável pelo processo, o empresário Aarão Neto, que já foi secretário de Meio Ambiente em Gravatá, explica que o resultado veio após a apresentação de vasta documentação e cumprimento de requisitos técnicos, a exemplo de comprovação de geração diária de energia suficiente para atender a demanda da indústria. “A preocupação com o meio ambiente sempre foi uma pauta que nos preocupou. Tivemos essa ideia para que os consumidores tenham a opção de, ao escolher uma água para beber, ter aquela que é 100% sustentável, que não gera poluição e não emite gás poluente em seu processo de envase”, afirma.

Vale lembrar que, no Brasil, apenas 0,6% da população faz uso de energia solar, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica. No ano passado, o segmento de geração solar foi responsável pela atração de R$ 11 bilhões em investimentos e geração de 75 mil novos empregos.

 

INSTITUTO IDEAL – O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas da América Latina, com sede em Florianópolis, foi criado em 2007 e tem o propósito de fomentar as energias renováveis junto aos governos, aos parlamentos, no meio acadêmico e empresarial, possibilitando que se estabeleça uma política de integração e desenvolvimento regional, que contemple as energias alternativas na matriz energética de seus países.

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,870InscritosInscrever

Últimas postagens