spot_img

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

 

De acordo com dados do CIAPPI, em 2021 foram contabilizadas 559 denúncias e identificadas 1.449 violações envolvendo esse público

Como forma de alertar a população sobre o Junho Violeta, mês dedicado ao Enfrentamento da Violência Contra Pessoa Idosa, o Governo de Pernambuco, através das secretarias de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) e Justiça e Direitos Humanos (SJDH), realiza uma campanha contra as violações as pessoas idosas.

A iniciativa será realizada em parceria com o Grande Recife Consórcio de Transportes, que veiculará as peças em toda rede de ônibus, além do transporte intermunicipal em todo território estadual.

Para reforçar a campanha, a equipe da Secretaria Executiva de Segmentos Sociais fará uma abordagem social no Terminal Integrado da Joana Bezerra, no dia 15, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a partir das 14h.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes, a ideia da atividade é levar informação para a população, como forma de estimular as denúncias e conscientizar sobre a violação dos direitos e suas consequências. “O Governo de Pernambuco, de forma intersetorial com diversas secretarias, tem uma atuação permanente na prevenção da violência e a campanha vem para reforçar a importância da denúncia nesses casos.

O Brasil está caminhando gradativamente para o envelhecimento de sua população. Em 2025, teremos a sexta população idosa do mundo. O dia 15 tem por objetivo criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa, e, simultaneamente, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal”, afirma o gestor.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, reforça que ao mínimo sinal de violência é preciso denunciar. “Todos precisamos estar atentos aos sinais que a pessoa idosa nos transmite. Os vizinhos, parentes, familiares e cuidadores devem ser fiscais e denunciar qualquer tipo de violação”, explica.

Dos 187 Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), 131 relataram casos de violência contra pessoa idosa, de acordo com a Gerência de Proteção Social de Média Complexidade, da Secretaria de Desenvolvimento Social. Em 2020, foram registrados 116 casos de negligência, 46 de exploração financeira, 25 situações de maus tratos, seis de abandono e três de agressão física.

Já o Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), recebeu no período de janeiro até o início de junho, deste ano, 559 denúncias e, a partir destas, foram identificadas o quantitativo de 1.449 violações. No ranking dos atos violadores destacam-se: a negligência, violência financeira, verbal, psicológica e o abandono, sendo o ambiente familiar onde ocorre a maioria dos casos de violações e a a faixa etária mais violada a de 80 a 89 anos.

Canais para denúncias e informações:

*Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI)
Telefone: (81) 3182-7649
E-mail: ciappi2016@gmail.com
Mais informações sobre os direitos da Pessoa Idosa – (81) 3182-7649

 

 

Clique na imagem para escolher um dos planos e venha falar conosco.  

spot_img

Faça seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img

Siga-nos!

2,198FãsCurtir
148SeguidoresSeguir
5,860InscritosInscrever

Últimas postagens